A CENA DO ROCK REGIONAL

 

clubepinheiro-7

Outro dia, ouvi meu sobrinho de 20 anos que curte rock reclamar que o país está afundando na lama e a juventude, ouvindo funk tipo “arrasta a bunda no chão” e por aí vai. (Não sei se é assim)

Cadê as músicas de protesto, que nos instigam a revolução, quando há opressão? Cadê as letras inspiradas em algo verdadeiro e notável? Aliás, cadê as letras?

clubepinheiro-13

clubepinheiro-21

Lastimável, ele tem toda razão. Na opinião de alguém gabaritado para as respostas, Marcelo Soares, diretor geral da Som Livre, que já foi a gravadora de Rita Lee, Novos Baianos, etc, o fato está ligado à ausência de interesse por parte das rádios e da grande mídia em divulgar o estilo. A explicação para isso está, é claro, no dindim, bufunfa, money… porque eles tocam o que é mais vendável, por isso estão fortemente atrelados ao gênero popular. Isso mesmo, a musa do verão, o hit do verão.

clubepinheiro-6

clubepinheiro-25

Segundo ele, porém, o espaço para o bom e velho rock’n’roll ainda existe, o problema é que pouco se fala da desejável novidade na cena musical. Na lista das cem mais tocadas em 2015, quase não houve representantes. A demanda existe comprovadamente, mas está latente se comparada ao voraz apetite consumidor do que está por aí. A indústria da música se alimenta de novidades, mas os roqueiros de hoje parecem só ter ouvidos para os clássicos. Pode ver quantas bandas extintas estão de volta para novas últimas turnês, enquanto o novo se esconde atrás de covers ou apela para shows de talentos na televisão, algo que o público desse som vê com ceticismo.

clubepinheiro-4

clubepinheiro-19.jpg

Nós adoramos os clássicos e tem muitas bandas boas que acompanhamos e assistimos sempre que podemos. Torcemos por tudo aquilo que é merecedor. Do clássico e atemporal, ao novo que sempre vem, mas já que pegar a estrada para o “Long way to the top” já não funciona mais e a única mídia que ainda pode ser usada para acordar o gigante adormecido é a internet, aqui estamos, então, botando a boca no trombone em apoio ao rock autoral, às cenas locais e a nossos amigos que estão na briga!!!

clubepinheiro-8

clubepinheiro-24

Quando me deparo com música de qualidade, sempre me divido entre bater cabeça ou clicar o momento….. hahaha!!!

clubepinheiro-12

clubepinheiro-15

 

Agradecemos às bandas por Ellevan, The Bulho e Realkill por permitirem a divulgação das fotos e à Nort Moskow que não apareceu nesse post mas, com certeza, aparecerá em vários.

2 comentários sobre “A CENA DO ROCK REGIONAL

  1. Parabéns pela sua postagem sobre a cena do rock nacional Ana.
    Com relação: Cadê as músicas de protesto, que nos instigam a revolução, quando há opressão? Cadê as letras inspiradas em algo verdadeiro e notável? Aliás, cadê as letras?
    vai lá nossa contribuição:
    https://www.youtube.com/watch?v=xloeP4jYPLE

    Como você disse: estamos na briga, tentando manter vivo o bom e velho rock n roll e também se adequando as novidades do mercado, bem como não deixando de fazer nosso som autoral, falando de revolta, amor, apreciações e rock n roll.
    Falando em amor:
    https://www.youtube.com/watch?v=mPwtbH1CAi8

    https://www.bandaellevan.com
    https://www.facebook.com/BandaEllevan/

Deixe um comentário